Meus atletas de fim de semana

agosto 21, 2009 - Leave a Response

Domingo à noite atendo o telefone. É um querido que foi pra mais um fim de semana radical, cheio de adrenalina, prazer e esforço muscular excessivo. E sobra um corpo inteiro dolorido e cheio de toxina. Eu não poderia atendê-lo na hora – ele teria que esperar até o dia seguinte. E o que fazer até lá?

Veja o que sugeri a ele – e que pode valer também para você:

1-     Banho quente

2-     Bolsa de água quente

3-     Gel de Arnica

4-     Descanso

5-     No dia seguinte, caminhada leve + banho + bolsa de água quente +  gel de arnica e alongamento leve

No nosso atendimento ele já estava melhor, e complementamos com drenagem, soltura muscular, reorganização da postura (o estrago é sempre grande) e relaxamento.

Se você é um desses atletas de fim de semana, tenha sempre à mão bolsa de água quente e gel de arnica – e, se precisar, estou por aqui.

Anúncios

Dança, a terapia dos deuses

agosto 19, 2009 - Leave a Response

Você só precisa de música e um espaço relativo, e pode começar até de forma meio desajeitada (ou não). Mas certamente em cinco minutos vai estar alegre e cheia de energia. Aumente e diminua o ritmo, sinta o corpo, rebole, movimente-se toda. Dance até suar!

É um excelente exercício aeróbico e não precisa saber dançar ou ir à academia. Procure variar bastante os movimentos e deixar o corpo bem solto. É muito prazeroso, estimulante e divertido. Só ou acompanhada.

Escalda-pés, muito além do descanso

agosto 12, 2009 - Leave a Response

O escalda-pés é uma das opções hidroterápicas, e tem ação realmente poderosa.

A aplicação terapêutica vai além do simples descanso dos pés e pernas (o que já é muito bom). Dá um olé na gripe, minimizando significativamente os sintomas. A amidalite também vai pro espaço, crises de reumatismo nos pés e pernas são aliviadas rapidamente (nestes casos pode ser repetida por vários dias) e há várias outras vantagens.

Insônia, má circulação nas pernas, cólicas menstruais, torcicolo e estresse também irão embora. E você só precisa de uma bacia e água quente.

É bem simples. A bacia deve ser funda, para que a água alcance a panturrilha. Comece com a temperatura do corpo e vá acrescentando água quente, lentamente, até o tolerável. O tempo de duração é de 20 a 30 minutos, tomando o cuidado de manter a temperatura da água.

O escalda-pés deve ser feito a noite. Depois, enxugue os pés e durma bem! Lembre que terminais nervosos, nos pés, fazem com que o benefício seja global. Escalda-pé faz bem para a saúde!

Você pode acrescentar na água um punhado de sal grosso, pra aliviar dores nas pernas e cansaço ou um chá forte de camomila para gripes, insônia e relaxamento.  É um cuidado e um carinho que, com certeza, merecemos.

Pés a obra

agosto 12, 2009 - 2 Respostas

São mágicos, os pés. Além de capazes de sustentar em equilíbrio nosso corpo, são expressivos e podem ajudar a manter ou restabelecer o bom funcionamento de órgãos e funções, relaxar e diminuir o estresse. A massagem nos pés é muito simples e, com criatividade, temos quase que infinitas formas de fazê-la. Aqui vão algumas sugestões:

1- Usando óleos aromáticos (lavanda, bétula, rosmarino ou camomila), faça deslizamentos e pressão com as mãos e os polegares. Lembre-se dos dedos: pressione, esfregue e alongue cada dedo. Segure com as duas mãos um de seus pés, os polegares ficam no peito do pé e os outros dedos na planta. Aperte os dedos, com precisão e firmeza, e depois os deslize com suavidade. Firmeza e suavidade, o segredo da massagem. Fique mais tempo nos pontos doloridos, mas sem estressá-los. Pense que a sensibilidade vai diminuindo a cada dia.

2- A bolinha de tênis é sempre bem vinda. Em pé, transfira o peso do corpo para o pé sobre a bolinha, e vá deslizando e alternando mais ou menos pressão. Aproveite a sensação de alongamento e relaxamento. Você pode ter uma bolinha em casa e outra no trabalho. Uma dica valiosa é fazer algumas pausas para pisar na bolinha ou fazê-lo enquanto fala ao telefone, assiste TV, digita aquele relatório sem fim… Mas o melhor mesmo é ter um momento exclusivo, pra observar e curtir.

3- Um pedaço de bambu ou cabo de vassoura de mais ou menos 30 centímetros é tudo que você precisa para uma massagem muito estimulante em seus pés. Comece apoiando no tubo as pontas dos pés, logo após os dedos. Pressione e solte, pressione e solte. Vá mudando devagar o apoio até chegar ao calcanhar.

4- Uma pedra lisa e roliça, tipo seixo rolado, do tamanho de uma mão fechada, é outro instrumento perfeito. Você pode seguir a mesma indicação dada para o bambu: pise e solte, pise e solte, e mude o apoio.

5- Algumas pedrinhas pequenas, ou bolinhas de argila sobre um tapete, também são ótimas. E têm a vantagem de estimular vários pontos. Pise e esfregue os pés sobre elas com suavidade, pra que não seja dolorido.

E vale em qualquer momento: antes do banho, no jardim, na cama com óleos. Experimente: antes de dormir é maravilhoso.

Levando trabalho para casa

agosto 4, 2009 - Uma resposta

Levar trabalho para casa nem de longe é o ideal. Mas se não teve outra opção, pense em alternativas para minimizar o desgaste. Passo algumas dicas que costumo sugerir no consultório a meus pacientes – e que dão resultado. Confira:

  • Escolha um lugar gostoso da casa – uma janela com vista agradável ou vá para o jardim, uma pracinha próxima, um café
  • Organize seu dia, destinando só um período para trabalhar
  • Pare, de quando em quando, pra alongar ou pra falar com alguém
  • Se precisar do dia todo, pare para almoçar tranquilamente com pessoas que ama
  • Não deixe de fazer suas atividades gostosas do fim de semana ou da noite – você pode voltar ao trabalho depois de uma pausa praticando sua natação, yoga, pilates, caminhada ou o que gosta e costuma praticar

Pode ter certeza,  você vai ficar mais disposto, produtivo e feliz. E não ficará com a sensação de ter perdido todo seu precioso tempo de descanso.

Aproveitar o que está bem perto

julho 27, 2009 - Leave a Response

Achei um campo de lírios silvestres a 500 metros de casa. São 360º de lírios, a perder de vista, em um cenário deslumbrante. Moro há vinte anos nesta casa. O campo de lírios está ali há muito, muito mais tempo, e eu não o conhecia.

Detalhe de lírio do campo: no meio da serra, ao lado de casa

Lírio do campo: no meio da serra, ao lado de casa

A não-banalização das coisas me faz pensar em preciosidades que estão bem perto e que não desfrutamos. Livros perdidos na estante, pessoas que moram ao lado e nem notamos, um vestido esquecido no armário, uma exposição, um acervo permanente que nunca fomos ver, aquele bristrozinho na esquina de casa, a pracinha na rua de cima.

Tudo a mão, fácil demais – e nem por isso menos precioso.

Medicina complementar ou Medicina integrada. Agora sim!

julho 27, 2009 - Leave a Response

A oncologia tem feito evoluções importantes e valiosas, tanto com novos medicamentos quanto na aplicação terapêutica, que minimizam efeitos negativos do tratamento e auxiliam na prevenção de retorno da doença.

Nesta linha está a medicina complementar ou, como é hoje chamada, a medicina intregrada – muito bem codificada pelo Dr. David Servan-Schreiber em seu preciso “ANTI-CÂNCER” (Editora Objetiva – www.objetiva.com.br). O livro relata os estudos de Servan-Schreiber e sua experiência, a de alguém que vivenciou a doença, seu retorno, a pesquisa e a cura.

Ele busca estudos que comprovam que a mudança no estilo de vida, a alimentação, exercícios fisícos e atividades antiestresse podem otimizar o tratamento, evitar o retorno e até prevenir o aparecimento da doença – já que, segundo ele, “todos temos um câncer dormindo em nós”.

Trabalhando com pacientes passando por tratamento de câncer, observo há anos o que o estudo do Dr. David vem a confirmar. Indico a leitura do livro e espero que muitos possam se beneficiar com tamanha dose de esclarecimentos. É um relato sensível, pessoal e poético – mas, ao mesmo tempo, científico.

Os gregos já sabiam

julho 3, 2009 - Leave a Response

A mitologia grega relata uma escola de medicina em Epidauro, onde fazia parte do processo de cura e saúde, arte, música, descanso, atividade fisica, ervas, filosofia e reflexão. Está aí a inquestionável sabedoria que deu origem a civilização ocidental.

Lenhador, exercício respiratório de limpeza

julho 2, 2009 - Leave a Response

Lenhador é uma respiração vigorosa que limpa os pulmões e livra seus ombros de tensões.

É gostoso de fazer e lembra mesmo um lenhador cortando lenha, com aquele vigor primitivo de camponês.
É um exercício divertido e estimulante, fundamentalmente de limpeza.

Vamos lá:

Em ground (joelhos flexionados, pés bem apoiados no chão e coluna reta), solte todo o ar dos pulmões, segure uma mão na outra – como se você estivesse segurando um machado – e inspire profundamente enquanto eleva os braços acima da cabeça. Agora, solte vigorosamente o ar e flexione o corpo como se cortando uma tora de lenha a sua frente.

A expiração deve ser feita pela boca.

Já fez? Inspire novamente e comece do início, repetindo o exercício por 5 vezes.

Esfregão de gengibre libera vitalidade

julho 1, 2009 - 2 Respostas

Fazer um esfregão de gengibre ralado, na região do sacro (bem na base da coluna vertebral), aumenta a energia de vitalidade, sexualidade, criatividade…

A receita é simples. Uma colher de gengibre ralado grosso, envolto em um paninho limpo de algodão ou gaze dobrada. Faça uma trouxinha e a esfregue com precisão e vigor (mas não exagere na força) em toda região do sacro, que ficará umedecida com o sumo do gengibre. Não enxágue, deixe secar. Repita o esfregão por três a cinco dias, no momento que achar necessário.

É muito bom pra aumentar o yang feminino! Libido em alta e disposição pra todos.

Depois me comente os resultados. Vai ser legal saber como o esfregão te ajudou.

PS: A expressão ‘sacro’ vem de sagrado. Não deve ser coincidência.