Da dificuldade de mudar hábitos
outubro 6, 2009

Ouvi um comentário e não pude deixar de dividir com vocês a reflexão. O comentário era de que algumas coisas são fáceis para alguns, mais muito difíceis para outros. E de fato acredito nisso. Para as pessoas que gostam de exercícios, quando falo em caminhadas diárias não parece nada assustador, mas para alguém que não gosta vai ser um verdadeiro esforço.

Nem sempre o que precisamos para nossa saúde ou bem estar é exatamente o que gostamos. Também pra mim, algumas coisas não são exatamente fluidas. E as vezes é muito difícil mudar alguns hábitos, incluir atividades, exercícios, chás, mudar alimentação, privar-se de alimentos que gostamos… Depois, quando conseguimos nos disciplinar e temos resultados, é muito gratificante – são conquistas saborosas.

Isso vale em várias situações. Por exemplo, quando, após introduzir exercícios de respiração, deixamos de ter insônia ou dores de cabeça, que tanto nos  incomodavam. Ou quando os alongamentos nos promovem visivelmente uma postura melhor e nossa coluna pára de doer, percebemos a importância da disciplina.

Ou ainda quando refletimos e resolvemos repensar nossa alimentação, fazendo opções saudáveis, dizendo não aos alimentos tóxicos e sentindo nosso corpo funcionar melhor e nossas medidas diminuírem. Aí sabemos, com certeza, que valeu a pena.

Mas são mudanças que só nós podemos assumir. Estas e todas as mudanças, que dependem só da nossa dedicação, da nossa opção. Tudo que queremos mudar pede trabalho.

E, quer saber? Muitas vezes nos surpreendemos com o prazer de alguma atividade ou com novos sabores e sensações, que não conhecíamos.

Vou continuar insistindo e lembrando as pessoas (e a mim também) que vale a pena acordar mais cedo pra caminhar, fazer exercícios respiratórios, beber água, massagear os pés, tomar chá de camomila…

Anúncios

Moxabustão, a acupuntura quente
agosto 24, 2009

Os efeitos terapêuticos da acupuntura são obtidos através da estimulação de pontos correspondentes à sedação, estimulação e equilíbrio de órgãos ou funções, usando agulhas. Mas há outras técnicas por meio das quais podemos usar eletroestimulação, laser, sementes, digitopressão, massagem, moxabustão e outros.

A moxa é indicada, mais precisamente, nos casos em que precisamos de mais calor, energia e circulação, ou ainda deslocar calor para algum ponto. É muito eficiente em tendinites, dores musculares, ciatalgia e até problemas menstruais, falta de energia e anemias, entre outras.

De Artemísia Sinensis são feitos os bastões usados em moxabustão. Parecem grandes charutos. O bastão é aceso e aproximado do ponto desejado, respeitando o tempo de tolerância do paciente. Outra forma menos usada é colocando a artemísia sobre uma rodela de gengibre e queimando-a – mas neste caso é preciso muito cuidado para não provocar queimaduras.

É uma técnica bastante eficiente. Espero ter esclarecido aos curiosos de plantão.

Antes de mais nada, quem sou eu
outubro 10, 2008

Kika Lourenço, terapeuta corporal, atuando há 20 anos em consultório e ministrando cursos e workshops. Uso várias técnicas  – de respiração a massagem, de reorganização postural, eixo e equilíbrio a quiropraxia. Faço acupuntura, como técnica complementar. Também associo fitoterapia, outros recursos da medicina oriental (mocha, ventosa, acupuntura auricular, reflexologia…) e ainda técnicas ocidentais de valor e resultados surpreendentemente bons, como Calatonia e Eutonia.

Ajudo ainda na organização alimentar, nos hábitos do dia a dia e no pensar. Como minhas áreas de estudo incluem mitologia, psicologia e filosofia, esses conhecimentos são colocados em prática a cada atendimento, o que ajuda o paciente a refletir sobre seus mitos pessoais, motivação psíquica e reflexão individual.

Meu objetivo é equilibrar, estimular a consciência de si, e trazer para o indivíduo a autonomia do bem-estar no dia a dia.

E, antes e sempre, sou mãe, gosto de animais, de gente, de mato, frutas, de namorar e acender fogueiras, cozinhar, subir em árvores, de montar (cavalos), de vinho, de subir morro, nadar, MPB, música clássica, música esquisita, filosofia e flores, mitologia e poesia  – e outras coisas mais. É muito? Não, provavalemente o mesmo acontece com você!

Quer conversar melhor? O telefone do meu consultório em São Paulo, na Vila Madalena, é 11. 3865-8795 e o email é kika@kikalourenco.com.br. Ou visite meu site (www.kikalourenco.com.br).